Carlos Maltz e Humberto Gessinger lançam inédita na Páscoa

engenheiros2

Quem admirava o rock brasileiro na década de 1980 e 90 e não se recorda de quem era Carlos Maltz? Aquele carismático cabeludo que tocava bateria nos Engenheiros do Hawaii. Pois é…E após tanto tempo longe dos holofotes, o músico astrólogo reapareceu. No inicio da década de 2000 o batera chegou a lançar um disco solo e se apresentar em Curitiba após retomar a amizade com o colega Humberto Gessinger.

E novamente Maltz volta a celebrar esta amizade. Ele e Gessinger vão lançar neste domingo de Páscoa gravação inédita da canção “Folia de Reis” da satírica dupla do Chico Anysio “Baianos e Novos Caetanos”. A canção vai estar disponível na fan page do Maltz  (facebook.com/carlos.maltz).

Veja detalhes no material distribuído à imprensa pelo baterista:

Às vezes, o Universo se movimenta para que as coisas possam dar certo. Porém, o processo nem sempre vem em uma ordem lógica e simples.

O astrólogo e fundador dos Engenheiros do Hawaii, Carlos Maltz, dificilmente conseguiria prever o roteiro que os senhores do acaso resolveram dar para a gravação de FOLIA DE REIS.

Há tempos a antiga canção dos Baianos & Novos Caetanos já fazia parte dos planos de Maltz. Tanto que estava na demo do seu primeiro disco solo. Porém, acabou ficando fora do Farinha do Mesmo Saco. “Achei que não tinha muito a ver com as outras naquela época”, diz. O ano era 2001, Maltz não sabia, mas passaria mais de uma década sem entrar em estúdio. Mudou-se para a capital federal, onde cursou psicologia e escreveu dois livros.

O retorno aos estúdios aconteceria no interior do Paraná. Longe demais das capitais, na cidade de Londrina, Maltz encontrou uma turma interessada no que ele tinha para cantar. Era hora de gravar novamente. Com a colaboração de um talentoso time de músicos e a cuidadosa produção de Julio Anizelli e Caio Freitas, nasceram “Lanterna na Proa” (2015) e “Vícios de Linguagem” (2016).

Nesse meio tempo, Maltz gravaria sua bateria no disco do amigo el escama (no mesmo estúdio) e, quis o destino que o registro desaparecesse. Uma nova viagem foi necessária para regravar e, nesse meio tempo surgiu a ideia de gravar FOLIA DE REIS. A bateria foi captada no sábado, 12 de agosto e a voz estava marcada para o dia seguinte, dia dos pais. Durante a madrugada, Leão Maltz, pai de Carlos e dono da garagem onde os Engenheiros fizeram seus primeiros ensaios, nos deixaria.

Carlos Maltz fez questão de gravar a voz naquela mesma manhã.

A gravação do restante dos instrumentos estava programada para dezembro, mas uma desistência abriu uma vaga no estúdio para o dia 11 de novembro. Aqui o A-Caos-O voltaria a aprontar:

Coincidência 1: Maltz acabava de marcar palestras em Curitiba e Maringá, portanto, ficaria fácil acompanhar as gravações em Londrina.

Coincidência 2: A cidade receberia um show do velho parceiro, Humberto Gessinger, no mesmo dia.

Com essas forças não se brinca! O convite foi feito, Gessinger topou e, na tarde de um cabalístico 11/11, gravou seu baixo e sua voz para a música. Era a primeira colaboração da dupla em uma década. Será um belo presente de páscoa para os fãs dos dois maiores especialistas nos segredos da engenharia hawaiiana.