Tribunal aponta 1.409 contas irregulares no Paraná

Foto: AEN

Por Metro Curitiba

O Tribunal de Contas do Estado do Paraná (TCE-PR) colocou nesta quinta-feira (24) no ar o Cadastro de Contas Irregulares (Cadirreg), sistema acessível pelo site do órgão que aponta todas as contas consideradas irregulares no estado.

Antes das eleições, o TCE envia esta lista para a Justiça Eleitoral, que determina se os responsáveis pelas contas ficarão ou não inelegíveis. O Cadirreg aponta que 1.409 contas estão em situação irregular no estado – elas podem ser de prefeituras, câmaras municipais, empresas públicas, institutos, fundações ou mesmo ONGs que mantenham convênios com órgãos públicos.

Cada um dos registros aponta o gestor responsável, sendo que algumas vezes o gestor é citado várias vezes, por ser responsável por contas da entidade por vários anos ou em diferentes processos.

No cadastro, o TCE considera “vigentes” as irregularidades encontradas até oito anos atrás – mesmo prazo usado pela Justiça Eleitoral para declarar inelegibilidades. Além dos 1.409 vigentes, o Cadirreg também cita aqueles com julgamentos “expirados” (são 1.444 contas com mais de oito anos da decisão), “suspensos” (105, que ainda recorrem) e 479 “cancelados”, cujos responsáveis conseguiram reverter as decisões do TCE.

O sistema também fornece informações agrupadas por municípios. Há 181 entidades com contas irregulares vigentes em Curitiba, 82 expiradas, 48 canceladas e 9 suspensas