Ameaça de protesto ainda afeta 11 linhas do transporte coletivo

Motoristas e cobradores
Divulgação / Sindimoc

Metro Jornal Curitiba

Durante o dia de ontem três das quatro empresas de ônibus da capital e RMC que estavam em atraso efetuaram o pagamento dos salários dos motoristas e cobradores.

Apenas a Tamandaré Filial permanece com dívidas, mas os trabalhadores ainda vão esperar até o final do dia de hoje para decidir sobre uma eventual paralisação.

A empresa trabalha em 11 linhas: nos Interbairros II, III e V, Alto Boqueirão, Boqueirão, Boqueirão/ Kraft, Circular Sul, Madrugueiro Boqueirão, Trabalhador e Uberaba.

Na Tamandaré Matriz o pagamento já foi feito integralmente e a greve foi descartada, assim como na CCD e na São José Filial.

As empresas afirmam que o contrato prevê uma estimativa de passageiros maior que a real, e que por isso não conseguem manter os pagamentos em dia.