Campanha pelo Hospital Evangélico pede doações a partir de R$ 10

saúde já
Divulgação

Com Narley Resende / Band News FM Curitiba

Como parte de um plano de recuperação da instituição hospitalar, foi lançada nesta terça-feira (14), a Associação Independente e Laica Amigos do Hospital Evangélico.

A entidade adotou um sistema de recebimento de doações financeiras e de serviços para ajudar o hospital a enfrentar a crise na entidade que dura pelo menos uma década. Em 2014, o Evangélico passou a ser gerido por um interventor nomeado pela Justiça do Trabalho.

A campanha de arrecadação tem como objetivo inicial viabilizar quatro projetos de reestruturação e ampliação: o Pronto Socorro Resolutivo, a UTI NeoNatal, o Ambulatório Interdisciplinar e o Centro Cirúrgico de Alta Complexidade.

Segundo o presidente Associação, Eliseu Portugal, uma conta foi aberta na Caixa Econômica para receber doações de valores a partir de 10 reais.

Além das doações financeiras, a campanha lançou um pacote de possibilidades de contribuições, passando por serviços, insumos, apoio, e voluntariado.

Com o lançamento da campanha, o hospital pretende ganhar fôlego para atender a população adequadamente e superar a crise.

A Associação Independente e Laica Amigos do Hospital Evangélico é composta por médicos, profissionais de saúde, empresas e voluntários. O novo modelo pretende ampliar a rede de colaboradores.

Por inadimplência no pagamento de obrigações trabalhistas, o plano de recuperação do hospital teve início em dezembro de 2014  com a intervenção judicial pedida pelo Ministério Público do Trabalho.

Desde o ano passado, a direção do Evangélico alerta que a instituição corre, inclusive, o risco de fechar para atendimento público.

O hospital deve cerca de 350 milhões de reais, segundo balanço mais recente divulgado no fim do ano passado. Desse valor, 270 milhões são dívidas com sete bancos e 80 milhões em passivo trabalhista.

O faturamento mensal da instituição é de nove milhões e meio de reais – a maior parte é dinheiro do Fundo Nacional de Saúde que é destinado ao atendimento do SUS.

Somente com salários regulares dos funcionários, o Evangélico paga 5 milhões. Sobram apenas quatro milhões e meio de reais mensais que estão comprometidos com bancos, fornecedores e manutenção.

Atualmente, o Hospital Evangélico conta com 434 leitos gerais, sendo 373 disponíveis à rede pública de saúde. Mensalmente, o Evangélico realiza em Curitiba 29 mil consultas e mais de 30 mil procedimentos de diagnósticos e terapias em ambulatórios.

As informações, portanto, para ajudar por meio da nova Associação de Amigos do Evangélico estão no site SouUmAmigo.com ou pelo Facebook, na páginaHospital Evangélico Vida Nova