Em assembleia, professores estaduais suspendem paralisação

Foto: Tiago Tavares
Foto: Tiago Tavares

Os professores da rede estadual de ensino decidiram em assembleia neste sábado (18) suspender a greve que acontece desde a última quarta-feira (15) e as aulas devem voltar ao normal na segunda-feira. A reunião aconteceu em Curitiba e contou com a presença de duas mil pessoas.

Apesar de suspender a greve, a categoria permanece em estado de greve e pode deflagrar uma nova paralisação a qualquer momento.

Em nota, o presidente da APP-Sindicato, professor Hermes Silva Leão, aponta que a categoria é reconhecida pela resistência. “É um período histórico no Brasil. A nossa categoria está reconhecida nacional e internacionalmente pela resistência. No Paraná, vamos continuar resistindo às imposições do governo do Estado, com o apoio da sociedade contra esse projeto autoritário que recai na comunidade escolar”, declarou.

Agora, a categoria vai negociar com o governo do Estado para que os três dias da greve não sejam descontado da folha de pagamento dos professores. A intenção do sindicado é que as aulas sejam repostas em outro momento. ” A orientação é para que os(as) educadores(as) não façam reposições antes dessa negociação”, diz a nota.