Leilão da Receita oferece 144 veículos e embarcações a partir de R$ 100 no Paraná

Foto: divulgação / RFB
Foto: divulgação / RFB

A Delegacia da Receita Federal do Brasil, em Foz do Iguaçu, Oeste do Paraná, divulgou nesta quinta-feira a realização de um leilão eletrônico de veículos apreendidos que vai até o dia 6 de novembro.

A maior proposta e as propostas que alcançarem pelo menos 90% desse valor disputam o lote em novos lances virtuais no dia 7 de novembro. Não havendo lances que alcancem pelo menos 90% do maior valor, este será declarado vencedor.

Serão leiloados 144 veículos, 16 motores de popa (usados) e 27 embarcações divididos em 117 lotes, de diversas marcas e modelos, incluindo motocicletas, veículos leves, camionetes, vans, ônibus, carretas e caminhões, que serão oferecidos nas condições em que se encontram.

Todos os veículos poderão ser examinados de 23 de outubro a 3 de novembro de 2017, somente nos dias úteis, no horário das 8h às 11h30 e das 13h30 às 17h30, na Av. José Maria de Brito, 2985, Jardim Itamarati, Foz do Iguaçu/PR (atrás da Polícia Federal, próximo ao Terminal Rodoviário).

Este será o quinto leilão eletrônico executado pela Receita Federal em Foz do Iguaçu no ano de 2017. O certame será realizado na modalidade mista, que admite a participação simultânea de pessoas jurídicas e pessoas físicas.

Os valores iniciais dos lotes variam de R$ 500 a R$ 150 mil. Somente poderão apresentar ofertas pessoas jurídicas regularmente constituídas, inscritas no Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas – CNPJ, e pessoas físicas, maiores de 18 anos ou emancipadas, inscritas no Cadastro de Pessoas Físicas – CPF.

Não poderão participar do leilão pessoas físicas ou pessoas jurídicas que estejam cumprindo suspensão temporária de participação em licitação, impedidas de contratar com a Administração Pública ou que tenham sido declaradas inidôneas; que não observem a legislação que restringe o trabalho de menores; e pessoas físicas que exerçam cargo, função, emprego público ou qualquer outra atividade vinculada à Receita Federal. Para fazer jus à arrematação do bem, o vencedor também deve comprovar a sua regularidade fiscal.

Cabe destacar que, para participar do leilão eletrônico, é imprescindível que as pessoas físicas e os representantes das pessoas jurídicas interessadas possuam certificado digital, que pode ser adquirido junto às empresas certificadoras (a relação dessas empresas pode ser obtida na página da Receita Federal na internet).

Alternativamente, a participação no certame também pode dar-se por meio de procurador, que deve possuir certificado digital (o outorgante não necessita ter certificado digital). As instruções para constituir o procurador constam no e-CAC (ambiente de atendimento virtual disponível no sítio da Receita Federal).

Os veículos arrematados por pessoas físicas somente poderão ser destinados a uso ou consumo, vedada sua destinação para fins de comércio. Já os veículos arrematados por pessoas jurídicas poderão ser destinados a uso ou consumo e também finalidades comerciais ou industriais. A pessoa física poderá apresentar propostas para os lotes de número 1 a 62 e 75 a 117, sendo permitido apresentar, por pessoa, propostas para no máximo cinco lotes de cada um dos tipos “veículos”, “motor de popa” e “embarcação”.

O teor completo do edital, inclusive a identificação de cada lote e respectivas fotos, bem como o preço de arrematação inicial, poderão ser obtidos na página da Receita Federal na internet.