MP denuncia vereador de Lodrina por fraude processual

Foto: Facebook / vereador Emerson Petriv
Foto: Facebook / vereador Emerson Petriv

O Ministério Público do Paraná denunciou o vereador Émerson Petriv, de Londrina, no norte do Paraná, pelo crime de fraude processual.

Ele é conhecido como Boca Aberta e foi o vereador mais votado na cidade nas eleições de 2016, com 11.480 votos.

De acordo com os promotores, Petriv apresentou atestados médicos falsos para faltar em audiências na Justiça. A fraude teria ocorrido pelo menos cinco vezes entre 2015 e 2016.

Outra denúncia

Uma Comissão Processante da Câmara Municipal investiga se o vereador quebrou decoro parlamentar por ter feito uma campanha na internet para arrecadar dinheiro com a finalidade de pagar uma multa imposta pela Justiça Eleitoral. Petriv não apresentou testemunhas à Comissão.

Além disso, o político é investigado por envolvimento na ocupação irregular de um conjunto do programa “Minha Casa, Minha Vida” construído na zona norte da cidade.

Emerson Petriv é suspeito de incentivar e até organizar essa invasão, que aconteceu no mês de outubro. O conjunto Flores do Campo, que recebe recursos do Governo Federal, é o maior projeto de habitação do Paraná e tem mais de mil e duzentas unidades. A obra não está concluída. As ruas ainda não foram asfaltadas e as casa não têm ligações de água e luz. Lançado em 2013, o conjunto deveria ser entregue no segundo semestre do ano passado e custaria quase R$ 83 milhões. As obras não foram concluídas em tempo porque aconteceram atrasos nos repasses do Governo Federal.