MPF ajuíza ação para obrigar Hospital de Clínicas a contratar concursados

(Foto: Daniel Derevecki / La Imagem / Fotoarena)

Uma ação civil pública ajuizada pelo Ministério Público Federal (MPF) prevê obrigar a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh) a contratar mais funcionários para o Hospital de Clínicas (HC). Os novos empregados seriam os candidatos aprovados no concurso público realizado ano passado.

A ação pede que sejam preenchidas as 1.775 vagas do processo seletivo e que a União disponha recursos financeiros necessários para as contratações. Até o momento 411 candidatos aprovados foram chamados e começaram a trabalhar.

Com a ação a expectativa é que as outras 1.364 vagas sejam preenchidas. O concurso público de 2015 foi aberto para médicos e técnicos assistenciais e administrativos. O HC é o maior hospital público do estado, sendo referência em atendimentos de média e alta complexidade. De acordo com o MPF, o complexo HC, que além do hospital conta com a maternidade Victor Ferreira do Amaral, passa por sérios problemas por falta de profissionais e de materiais básicos como álcool, gaze e luvas cirúrgicas.

> Funcionários da Funpar fazem paralisação no Hospital de Clínicas
> Em crise, Hospital de Clínicas vai receber mais recursos da União

De acordo com a assessoria do HC, que atualmente também responde pela Ebserh no Paraná, a instituição ainda não recebeu nenhum comunicado oficial do MPF e depois que forem informados oficialmente da ação só devem se manifestar por meio de nota. A assessoria da Universidade Federal do Paraná (UFPR), que administra o HC, informou que quem responde pelo assunto é o HC.

Em junho, o Programa Nacional de Reestruturação de Hospitais Universitários Federais anunciou que a unidade passaria a receber do Ministério da Saúde R$ 11,5 milhões até o final do ano, além dos recursos da União.  O valor extra vai servir para custeio de insumos, materiais, pagamento de fornecedores e prestadores de serviço.

Com informações da BandNews FM