Paraná está entre alvos de mega operação da PF de combate à pornografia infantil

pornografia infantil
Repórter Ana Krüger da CBN Curitiba

A Operação Cabrera mobiliza cerca de 370 policiais federais nesta quinta-feira (18) para cumprir mandados judiciais em 18 estados brasileiros, e no Distrito Federal, entre eles o Paraná.

A ação tem como foco a repressão ao compartilhamento e a posse de pornografia infantil na internet. São cumpridos 93 mandados de busca e apreensão, além de duas prisões preventivas e uma condução coercitiva.

A Unidade de Repressão aos Crimes de Ódio e Pornografia Infantil da Polícia Federal coordena a operação deflagrada no “Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes”.

A Operação reuniu informações e alvos de investigações de várias unidades da Polícia Federal pelo Brasil que tratam da disseminação transnacional de pornografia infantil, por meio de redes sociais, e-mail e aplicativos de mensagens e vídeo. Nem todas as investigações estão, necessariamente, relacionadas, segundo a PF.

São investigados os crimes de posse, compartilhamento de arquivos de pornografia infantil, com penas previstas no Estatuto da Criança e do Adolescente e no Código penal Brasileiro que variam de 1 a 6 anos de reclusão.

O nome da operação presta homenagem a Araceli Cabrera Sánchez Crespo, uma menina brasileira de 8 anos que foi sequestrada, violentada e cruelmente assassinada em 18 de maio de 1973, crime que segue até hoje impune. Mais tarde a data foi oficializada como o “Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes”.