Policial de folga mata adolescente após discussão em frente a escola

Foto: reprodução / Facebook
Foto: reprodução / Facebook

O corpo de um adolescente de 17 anos que foi baleado e morto depois de discutir com um policial militar de folga em frente a uma escola em Londrina, no Norte do Paraná, é velado nesta sexta-feira (16), na capela mortuária de Cambé, a 12 quilômetros de Londrina. O enterro está marcado para este sábado, em Maringá, no Noroeste do Estado.

O adolescente Gabriel Sartori morreu depois de ser baleado no peito pelo policial. No início da noite dessa quinta-feira (16), feriado de Corpus Christi, o jovem estava na calçada do Colégio Estadual Maria José Aguilera, no Conjunto Cafezal, zona sul de Londrina, quando foi abordado pelo policial de folga.

De acordo com relatos de um amigo da vítima a familiares, o policial militar, que é morador de dependências da escola, se aproximou a passou a discutir com Gabriel. O PM sacou a arma e disparou contra o peito do adolescente que morreu na hora.

Foto: reprodução / Facebook

Gabriel ao lado da mãe. Foto: reprodução / Facebook

O policial teria argumentado que Gabriel estava com amigos tentando pular o muro do colégio, versão negada pelo adolescente que sobreviveu.

O PM declarou que o tiro disparado contra o jovem foi acidental.

Socorristas do Siate e equipe médica do Samu foram chamados, mas quando chegaram ao local, o garoto já estava morto.

Familiares e amigos lamentaram o ocorrido e publicaram dezenas de mensagens de apoio à mãe de Gabriel, Cristiane Sartori, que se manifestou com informações sobre o velório do garoto.

A Polícia Militar informou que vai abrir inquérito policial militar para investigar o caso. O nome do policial não foi divulgado.

Foto: Alex William/TV Tarobá

Foto: Alex William/TV Tarobá Londrina