Secretaria de educação de Maringá quer zerar vagas obrigatórias neste semestre

Maringá investe em educação
Foto: MÁRCIO NAKA/PMM

Com Metro Jonal Maringá

A Seduc (Secretaria de Educação de Maringá) confirmou ontem que ainda neste semestre vai zerar a fila de espera por 110 vagas obrigatórias. Essa medida se deve à conclusão da construção e reforma de quatro unidades e a finalização de um prédio novo de CMEI (Centro Municipal de Educação Infantil).

De acordo com a central de vagas da Seduc, a maior demanda de vagas é de crianças de 0 a 3 anos, com uma fila de espera por 2.070 vagas. Ainda segundo a Seduc, serão disponibilizadas nos próximos meses novas 1.350 vagas para crianças de 0 a 5 anos.

Após a conclusão das obras de cada unidade, inicia-se o trâmite de contratação de profissionais nos meses de abril e maio. As CMEIs em fase de conclusão de reforma e ampliação em março são: José Pacheco dos Santos, Iria de Castro, Dona Guilhermina, Dorcelina Folador, e a construção de uma nova unidade na Avenida Advogado Horácio Raccanello, no centro da cidade.

As vagas ofertadas, preferencialmente, são destinadas em localização mais próxima da residência da criança, mas, quando não há vaga e, para garantir o acesso do aluno à escola, o aluno é encaminhado a uma unidade mais próxima da região onde mora.

Caso os pais ou responsáveis pela criança rejeitem a vaga ofertada, a Seduc informa o Conselho Tutelar sobre a negativa e repassa a vaga a próxima criança da fila.