Sem salários, servidores de Almirante Tamandaré podem cruzar os braços na próxima semana

Foto: Reprodução / Google StreetView
Foto: Reprodução / Google StreetView
Com BandNews FM Curitiba

Com salários atrasados, os servidores municipais de Almirante Tamandaré, na Região Metropolitana de Curitiba (RMC), decidem na próxima segunda-feira (09) se vão paralisar as atividades. Os trabalhadores não receberam o salário referente ao mês de dezembro e a nova gestão, que assumiu nesta semana, só deve resolver o problema em sete dias.

Cerca de 1,5 mil funcionários da prefeitura estão sem o salário. Eles tinham a expectativa de receber os valores até o último dia do ano passado, o que não aconteceu. Os servidores ainda alegam que a troca da gestão municipal é um período de insegurança para os trabalhadores.

> Prefeito eleito em Almirante Tamandaré reajusta próprio salário em 20%

Na manhã desta sexta-feira, o sindicato que representa os servidores municipais se reuniu com o prefeito Gerson Colodel (PMDB). A principal discussão, é claro, foi a questão salarial. Sem acordo para que os pagamentos fossem feitos, a presidente do sindicato, Benedita Izabel dos Santos, explica que uma assembleia geral foi convocada para a semana que vem. Os servidores vão decidir se aguardam o pagamento trabalhando, ou se pressionam a administração paralisando as atividades.

“Os servidores estão cansados de sofrer e estão desacreditados da gestão. Há muitos anos, entra e sai gestão, e o servidor sempre paga conta pela incompetência dos gestores. Nós vamos fazer uma assembleia com os servidores e vamos brigar para que paguem os servidores. É comida, alimentação e a vida do trabalhador. São famílias que esperam receber o salário para resolver sua situação financeira”, conta Benedita.

A Prefeitura de Almirante Tamandaré alega que o problema do pagamento dos servidores é resultado de uma complicada troca de gestão. O secretário de governo e comunicação, Cezar Manfron, argumenta que a Prefeitura não consegue resolver a situação de forma mais ágil porque recebeu todos os computadores formatados. “Realmente o município de Almirante Tamandaré deveria ter pago os funcionários até dia 30. Está demorando em virtude de que foi rompido todos os servidores e computadores da prefeitura. Não nos deixando acesso as informações”, alega Manfron.

O secretário de governo ainda reclama que o antecessor não deixou programada a folha salarial de dezembro. O dinheiro dos trabalhadores, que deveria estar reservado para o repasse até o quinto dia útil, não está no caixa da Prefeitura. Manfron defende a versão de que a gestão anterior “sabotou” a nova administração. “Tivemos um problema. Uma ‘sacanagem’. Formataram computadores, onde tem dados do município, para que a outra gestão não tenha acesso é muito difícil. Mas a gente está recuperando. Se tivéssemos acesso teríamos aprontado esse projeto antes”, afirma.

Para resolver a situação um projeto de lei será enviado à Câmara Municipal de Almirante Tamandaré. Segundo o governo, é necessária uma autorização especial para usar recursos deste ano para pagar as dívidas do ano passado. Se tudo correr como a Prefeitura espera, o Executivo vai encaminhar o projeto na segunda-feira (09) e a aprovação é esperada para a próxima sexta-feira (13).