Flagrante: servidora da Câmara bate ponto e vai embora

Foto: reprodução CGN
Foto: reprodução CGN

A Câmara de Vereadores de Cascavel divulgou as imagens que mostram uma servidora da casa burlando o sistema de cartão-ponto. De acordo com a denúncia, a prática de bater o ponto e ir embora era rotina para a servidora Daiane de Jesus Patene.

As imagens mostram o momento em que ela entra e sai de um estabelecimento comercial, em horário de trabalho, e vai para casa em seguida, como mostra outra imagem captada pelas câmeras do condomínio em que mora. Ao final da tarde ela volta para o trabalho e bate a saída.

Veja as imagens na CGN/UOL

A assessora de Assuntos comunitários  na Câmara de Vereadores de Cascavel foi nomeada há cerca de 2 meses e recebia  salário de R$ 2.457.

A Câmara de Vereadores informou, através de nota, a exoneração da servidora.

 

Veja, na íntegra, a nota:

A Câmara de Vereadores de Cascavel nos últimos anos tem tomado diversas medidas para coibir qualquer atitude imprópria por parte de seu quadro funcional.

Diferente do passado, hoje a relação de todos os colaboradores do Poder Legislativo, seus salários e respectivas cargas horárias estão disponibilizados no Portal da Transparência. Além disso, cada servidor tem a obrigação de bater o ponto biométrico.

Contudo, infelizmente, a Presidência desta casa de leis tomou conhecimento de uma denúncia de que uma de suas servidoras veio até a Câmara ontem (04) e hoje (05) apenas para bater o ponto e em seguida retornou para sua residência.Diante dos fatos imediatamente foi determinada a exoneração da denunciada, justamente para que fique claro a tolerância zero da atual direção do legislativo com este tipo de conduta.