Como investir em ações

foto

A SELIC caindo, ouvintes me perguntam se é hora de arriscar no mercado de ações.
Olha, se o investimento for para o longo prazo, para mais de 10 anos, sim.
Quem o fez nos últimos 2 anos ganhou muito dinheiro e vai continuar a ganhar. Especialmente se o Brasil fizer o dever de casa, a reforma da previdência.
Agora, quando falamos de renda variável, temos que tomar precauções.
Aqui vão algumas dicas:
• Primeiro, uma boa análise fundamentalista sobre as empresas é imprescindível. Devemos conhecer o Balanço, a expectativa de fluxo de caixa futuro, as projeções do setor e demais informações disponíveis;
• Vocês viram que falei empresas com “s”. Isso mesmo, nunca devemos apostar em uma só. Temos que diversificar em empresas e setores;
• Terceiro, empresas voltadas para o mercado interno, como de telefonia, bancos, energia, transportes, alimentação trazem embutida a proteção contra a inflação, pois a repassam para seus preços;
• Quarto, ações dividendos, que garantem um rendimento anual independentemente da variação na Bolsa, são melhores;
• Quinto, como não é investimento especulativo nem para o curto prazo, não devemos vender o que compramos a cada solavanco do mercado. Isso é realizar prejuízo;
• Por fim, mesmo o maior especialista não detém todas as informações sobre todos os setores e todas as empresas.
Ninguém é mais capaz de gerenciar investimentos de longo prazo do que um Fundo de Pensão.
Por isso, se puder entrar num, corra.