Dias cinzentos

Processed with VSCOcam with b2 preset
Processed with VSCOcam with b2 preset

Dias cinzentos têm assolado o Brasil nos últimos meses.

Certa vez, como sou de Curitiba, me lembro que havia semanas que só chovia- o que é normal em minha cidade- e isso trazia um astral depressivo, as pessoas com a face fechada, poucos sorrisos, todo mundo encapotado, cabisbaixo, uma cidade, naquele momento verdadeiramente triste.

Estava entrando no avião para uma viagem de trabalho. A aeronave decolou e, depois de uns 5 minutos, ultrapassou as nuvens e surgiu um sol inigualável e um céu de um azul intenso.

Isso me fez refletir que, há poucos minutos, tudo era cinza e logo depois tudo dourado como ouro.

Passei a olhar diferente os momentos cinzas. Depende de como os encaramos e de onde estamos.

Se deixarmos que nos afetem mentalmente e emocionalmente vamos entrar em depressão, perder energia vital, imaginar que os problemas são maiores do que realmente são, sem perceber que logo ali, após as nuvens o sol vai voltar a brilhar.

Tem um livro excelente do Fritjof Capra- O Ponto de Mutação- em que ele fala como as cores influenciam nosso organismo. Por esta razão, diferentemente de muitos hospitais ocidentais, onde a cor das paredes é cinza ou gelo, no Oriente elas são beges, com mais calor, mais alegria, mais vida.

Nesses dias cinzas, pense amigo ouvinte nisso: o sol sempre estará a brilhar, só não podemos deixar a esperança acabar por nuvens a nos ofuscar. Apesar da cor cinza lá fora, você pode pensar bege dentro de você.