Parque Jaime Lerner

Digital StillCamera
Digital StillCamera

Sábado, estava no Parque Barigui.

Absorto pela beleza do lugar, o lago, a natureza exuberante, os pássaros, a fauna, observava o povo caminhando, correndo, andando de bicicleta e de patins.

Desde os que desfilavam os lançamentos da última coleção fitness, até os mais descolados, todos aproveitavam o momento e o sol.

Pensei: que lugar mais democrático. Ricos e pobres, jovens e idosos, todos aproveitando para desestressar, para melhorar a condição física, para desfrutar de um hobby.

Imediatamente me veio um nome à cabeça: Jaime Lerner.

Esse arquiteto e urbanista foi, de fato, um transformador.

Ao criar os inúmeros parques em Curitiba, desde o Barigui ao Jardim Botânico, propiciou qualidade vida ao curitibano. Isso sem falar no exemplo que deixou para outros administradores públicos.

Tem políticos que governam só para a próxima eleição e estadistas que governam para as próximas gerações. O Jaime se enquadra nessa última categoria. Inteligente, criativo, humilde, bonachão foi, sem nenhuma dúvida, o maior prefeito que o Brasil já teve.

Enquadra-se num pensamento que li e me marcou: uma visão sem ação não passa de um sonho; uma ação sem visão não passa de passatempo; mas uma visão com ação pode transformar a vida de uma multidão.

O que o Jaime Lerner fez ao longo da vida foi isso: transformar sonhos em realidade, melhorando a vida das cidades e das pessoas.

Pensei: ora bolas, porque o Parque Barigui não se chama Parque Jaime Lerner?