Alvaro, Bolsonaro, Dória, Marina e Lula na disputa ao Palácio do Planalto

alvaro

 

Ao mesmo tempo em que Jair Bolsonaro, Lula e João Dória sinalizam suas candidaturas à Presidência da República, o senador paranaense, Alvaro Dias, hoje no PV, aguarda decisão do Superior Tribunal Eleitoral para transformar o PTN em Podemos, partido ao qual pretende migrar, para lançar sua candidatura ao Palácio do Planalto.

No Paraná, onde seria o nome mais forte para o Governo do Estado em 2018, o senador deixa seu irmão, Osmar Dias (PDT), correr solto, embora torça o nariz quando se fala em aproximação com o governador Beto Richa (PSDB). Alvaro não pensa ver Osmar ao lado de Richa e Rossoni, políticos que os hostizaram no PSDB.

Pela pesquisa de intenção de votos, realizada pela Paraná Pesquisa, no Paraná, Alvaro Dias tem 32,3% dos votos para a Presidência da República, o que levaria Osmar Dias ao Governo do Estado. Neste cenário, Aécio Neves (PSDB) vem em segundo lugar, com 16,1%, seguido de Lula com 11,6% e Bolsonaro, com, 8,6%.

Enquanto Alvaro Dias aguarda decisão do STE, Osmar Dias está na estrada, inclusive com marketeiro de campanha, ou seja, o sempre fiel Noazir Arriola. O grupo está montando, também, um blog para divulgar as ações do ex-senador, quando secretário da Agricultura no governo paranaense e mesmo senador da República.

Ratinho Junior (PSD) também está correndo o trecho. Na semana passada reafirmou sua posição de candidato ao Governo do Estado e convidou o governador Richa para participar de um jantar onde, oficialmente, colocou sua candidatura. Richa, como todos sabem, tem compromisso com a também candidata, a vice-governadora Cida Borghetti.