Arruda denuncia manobra do governo estadual em relação ao Simples

joão arruda

 

Deputado João Arruda (PMDB) desceu e subiu a rampa do Congresso Nacional munido de farta documentação onde questiona a manobra do governo paranaense que pretende instituir alíquotas progressivas do ICMS, conforme projeto encaminhado à Assembleia Legislativa. Na Associação Comercial do Paraná (ACP), os empresários também condenaram a medida sustentando que é danosa ao comércio e à população consumidora.

Na avaliação de Arruda, o governador Beto Richa, instruído pelo seu secretário de Finanças, Mauro Ricardo, “está alheio aos benefícios do Simples”. O Simples Nacional dá aos estados e municípios autonomia para que administrem o ICMS e o ISS. O deputado disse que levará a “revolucionária intenção” do secretário paranaense à Frente Parlamentar da Micro e Pequena Empresa, deputado Jorginho Mello.

Arruda lamenta que o Paraná perde e o Governo do Estado dá mais uma demonstração de desrespeito aos parlamento brasileiro. Em carta aos deputados paranaenses, a ACP sustenta que há sérias dúvidas quanto ao seu impacto sobre as empresas.