Deputados divergem sobre o “nú arte”

sociedades ocultas

 

O nú arte, que acontece no Masp, virou debate nesta tarde de terça-feira na Alep. A cena em que uma criança toca no artista nú foi questionada pelo deputado católico Evandro Araújo, enquanto o deputado Péricles usou a tribuna para questionar a censura e as críticas ao caso. Hussein Bakri, presidente da comissão de educação, usou a tribuna e com toda veemência se mostrou contra o nú arte, tratando como pedofilia. Foi vaiado por professores e servidores que ocupavam as galerias.: “não entendo como alguém pode aceitar que uma criança toque em um homem pelado”, rebateu
Bakri. (Imagem: sociedadesocultas)