Gestão Doria já serve de exemplo a prefeitos

imagem folha uol
imagem folha uol

 

Enquanto o prefeito de Curitiba, Rafael Greca, ainda não sentou na cadeira de burgomestre, em São Paulo, o prefeito João Doria está dando exemplos de administração pública. Nesta terça-feira (10) o mutirão de exames do programa Corujão da Saúde, lançado pelo prefeito paulista, deve zerar a fila de espera por exames pelo SUS na capital paulista.

Pela proposta, a Prefeitura repassa recursos a hospitais conveniados à Secretaria Municipal de Saúde. As instituições devem fornecer equipamentos e funcionários no período entre 20h e 8h.

O Corujão entrou em vigor no primeiro dia útil do mandato de Doria, em 2 de janeiro, quando os exames começaram a ser agendados. A realização dos exames, no entanto, só tem início nesta terça. O prazo prometido pelo prefeito João Doria é zerar a fila de espera em 90 dias.

A Prefeitura ainda está rastreando as vagas e telefonando para quem está na fila de espera. Os exames serão realizados, inicialmente, em quem está há até seis meses na fila. Quem espera pelo exame há mais de seis meses deverá passar por nova avaliação.

De acordo com informações da GloboNews, há 485 mil exames atrasados, sendo que 300 mil dentro do prazo de até seis meses. A maior demanda reprimida, de acordo com Secretaria de Saúde, é de pedidos para ultrassonografia: 210 mil pacientes aguardam a vez. O Corujão é uma promessa feita pelo prefeito João Doria no período eleitoral.