Greca cortará 40% dos cargos e Richa anuncia R$ 60 milhões à cidade

posse de rafael greca

No primeiro dia de trabalho como prefeito de Curitiba, Rafael Greca, passará os olhos na lista de cargos comissionados e promoverá um corte de 40%, como afirmou durante sua posse, no domingo. Reafirmou seu compromisso com a área da saúde ao sustentar que “fica decretado que a vida vale a pena, que a saúde existe e que o povo será servido”. Para ele,  “não é um tempo de insulto ou de rancor e sim de por a casa em ordem.”

O atendimento nas nove Upas da cidade será reforçado com mais 200 leitos de retaguarda. Greca também anunciou que a UPA do Tatuquara será aberta em três meses, tempo necessário para a contratação da equipe de trabalho. Também serão investidos R$ 2 milhões para a compra de 212 tipos de medicamentos para as unidades de saúde, por aproximadamente dois meses.

O prefeito também ressaltou a necessidade de retomar a limpeza e manutenção da cidade e elencou as ações programadas para as áreas de meio ambiente, atendimento social, como a reabertura do restaurante que funcionava embaixo do Viaduto do Capanema e servia refeições mais baratas, e habitação. “Vamos retomar os projetos habitacionais engavetados na Caixa Econômica, assim como a cadeia produtiva do lixo na CIC, onde barracões estão abandonados”, disse Greca.

O governador Beto Richa, que acompanhou a solenidade de posse, anunciou o repasse de R$ 60 milhões de ICMS extraordinário para a cidade. “Isto é fundamental para recuperar capacidade de pagamento das prefeituras”, disse Richa, que ressaltou o compromisso do Governo do Estado de trabalhar integrado com a Prefeitura para a reconstrução de Curitiba, inclusive na reintegração do transporte metropolitano. “Rafael Greca terá um instigante desafio de reerguer Curitiba nesta conjuntura adversa, de crise econômica, mas sabemos de sua qualificação para retomar o destino da cidade inovadora, referência na solução de problemas urbanos.

A solenidade teve participação de vários líderes religiosos e políticos e foi aberta à população. Na cerimônia ecumênica, houve benção do arcebispo de Curitiba, dom José Antonio Peruzzo, e acompanhamento do Coral da Catedral.

Greca também entoou o Hino de Curitiba, que, em seguida, foi apresentado pela Banda Lyra. Um brinde com o tradicional refrigerante Gengibirra, o “champagne” dos curitibanos, marca o evento, que não terá custos aos cofres municipais.

Na cerimônia também tomaram posse os secretários municipais Maria Silvia Bacila Winkeler, da Educação; Sergio Tocchio, do Meio Ambiente; Marcelo Cattani, da Comunicação Social; Carlos Calderon, da Administração e Recursos Humanos; João Carlos Baracho, da Saúde; Luiz Fernando Jamur; de Governo; Eduardo Pimentel, de Infraestrutura; Algacir Mikalowski, de Defesa Social; Vitor Pupi, de Planejamento, Finanças e Orçamento; Marcelo Ferraz, de Urbanismo e Assuntos Metropolitanos; Luiz Dâmaso Guzzi, de Abastecimento e Agricultura; Marcello Richa, do Esporte e Turismo; e os presidente de órgãos públicos municipais, Reginaldo Reinert, do Ippuc; José Lupion Neto, da Cohab; Tatiana Turra, do Instituto Municipal de Turismo; Larissa Marsolik, da Fundação de Ação Social (FAS); José Carlos Rauen, do IPMC; Bruno Rocha, da Curitiba S/A; Maurício Appel, da Fundação Cultural de Curitiba; José Antônio Andreguetto, da Urbs; Rodolpho Zanin Feijó, de Relações Internacionais, Dora Pizzato, do ICS.

Greca dará início à gestão como prefeito na segunda-feira (2), às 8h, no Palácio 29 de Março.

Lideranças políticas

As cerimônias de posse do prefeito Rafael Greca na Câmara Municipal e no Memorial de Curitiba foram acompanhadas pelas principais lideranças políticas, empresariais e comunitárias da cidade. Beto Richa, governador do Paraná: “Vamos juntos encarar as dificuldades e vencer os desafios, proporcionando obras de infraestrutura e sociais para que Curitiba volte a ser exemplo para o Brasil.”

Fernanda Richa, secretária da Família e Desenvolvimento Social do Paraná: “Desejo uma gestão muito profícua e que Curitiba retome seu posto de cidade exemplar para o Brasil.”

Cida Borghetti, vice-governadora do Paraná: “Tenho absoluta certeza de que Curitiba ganha um prefeito inovador, futurista e que conhece como ninguém a história da cidade e os desafios que vêm pela frente.”

Ricardo Barros, ministro da Saúde: “A administração do Rafael Greca será de muita inovação, coragem e com muito apoio nosso.”

Luciano Ducci, deputado federal: “A posse do Rafael traz muita esperança para o povo de Curitiba, em especial na área de saúde, que teve um descuido total nos últimos quatro anos. Agora, vai voltar a ter remédio nos postos e os programas, como o Mãe Curitibana, vão funcionar.”

Dom José Antônio Peruzzo, arcebispo de Curitiba: “Desde os primeiros dias da minha chegada a Curitiba e depois da primeira vez em que Rafael Greca esteve em meu escritório, para falar da sua candidatura, percebi que ninguém conhece tanto esta cidade quanto ele. Além de competente e muito inteligente também se orienta por princípios de fé. Que nunca lhe faltem as luzes do Espírito Santo em seu caminho.”

Charles London, presidente da Comunidade Judaica do Paraná: “A expectativa é sempre de melhora para nossa cidade, conhecemos os principios do prefeito Rafael Greca, ele tem uma característica muito humanista e o trabalho dele, com essa visão social, trará bem para toda a comunidade.”

Orlando Pessuti, vice-presidente do BRDE: “Rafael Greca irá repetir o sempre bom trabalho que fez como vereador, deputado e prefeito em favor de Curitiba. A cidade precisa realmente passar por um processo de reorganização, de modernização e o Rafael Greca tem amor e conhecimento para fazer.”

Maria da Paz, liderança comunitária do Sítio Cercado: “Rafael Greca sabe como fazer e tem vontade, por isso estamos aqui hoje para desejar sucesso a ele e sua competente equipe. Espero que ele consiga reerguer a saúde e a ação social em Curitiba, que estão um caos.”