Mudança de secretariado e autocritica política

requião-filho-nereu-moura

 

Como era previsto, Fernando Ghignone deixa a Compagás para assumir a Secretaria da Indústria e Comércio e Juraci Barbosa Sobrinho assume a Secretaria do Planejamento, saindo da Paraná Fomento. Os dois passam ao primeiro escalão do Governo Richa. Ambos participaram da campanha ao governo e são dirigentes partidários.

Na Assembleia Legislativa, o deputado Nereu Moura faz uma mea-culpa. Afirmou na tribuna da Assembleia que a primeira reforma que precisa ser feita no país é a política. Segundo ele, é preciso extinguir os partidos políticos e começar do zero. “O grande problema está na desestruturação da vida partidária brasileira. Deveríamos ter partidos filosóficos e não de aluguel”, destacou. Com o atual sistema o presidente, por exemplo, só consegue aprovar algo no Congresso se liberar emendas aos parlamentares. Também disse que na reforma política deveria ser inserido um “recall” para os políticos eleitos. Caso as promessas não fossem cumpridas, a população poderia tirar o governante do cargo. Também criticou a gestão do governador Beto Richa (PSDB), que teria cumprido apenas 10% das promessas de campanha.