Nossa gasolina custa metade do preço no Paraguai

frentista combustíveis

 

Sabem quanto custa o litro da gasolina em Curitiba? Vamos lá. Em média, R$ 4,00 com margem de 2% para mais ou para menos. Em Antonina e Morretes custa R$ 4,47. Um absurdo. Já no país vizinho, Paraguai, a gasolina aditivada custa R$ 2,62, enquanto a comum vale R$ 2,45 na boca da bomba. Isto em postos BR naquele país. Como explicar isso? A Petrobras bem que tenta, mas não consegue.

Para explicar a exploração no Brasil, a estatal diz praticar “preços internacionais”, mas curiosamente recorre a fatores internos para justificar os baixos preços lá fora. Foi o que pesquisou e escreveu o jornalista Cláudio Humberto.

Segundo ele, a Petrobras acha que a gasolina é mais cara no Brasil por culpa dos impostos, da adição de etanol e dos lucros das distribuidoras e postos. A Petrobras aumentou a gasolina por 13 semanas consecutivas, e seu presidente se especializa em desculpas bizarras para explicar isso. A inútil Agência Nacional do Petróleo (ANP), claro, lava as mãos: limita-se a informar que no Brasil há “liberdade de preços”.