O calote no comércio

bolso

O bolso do curitibano também está vazio. A falta de pagamento de suas contas – é claro que não é generalizado – cresceu 0,7% em agosto em comparação a julho. No valor acumulado, a inadimplência diminuiu 3,6%, enquanto a variação interanual (mesmo mês do ano anterior) o indicador cedeu 4,5%. Os dados são da Boa Vista Serviço Central de Proteção ao Crédito, divulgados nesta tarde de terça-feira pela Associação Comercial do Paraná.