O mundo pegando fogo e a preocupação com a tornozeleira do Rodriguinho

Foto: Arquivo

Até nos parece que a coisa mais importante hoje no país é a tornozeleira do ex-deputado federal Rodrigo da Rocha Loures. Agora o  Ministério Público de Goiás quer saber n “a mando de quem” um servidor público do Estado entregou ao homem da mala preta a tornozeleira eletrônica.

No sábado, Rodrigo Rocha Loures, ex-assessor especial do presidente Michel Temer foi solto por ordem do ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal, mas mediante restrições – uma delas o uso da tornozeleira. O suposto furo da fila da tornozeleira virou alvo de inquérito civil público aberto pelo promotor de Justiça Fernando Krebs, do Ministério Público de Goiás.

Temer no bico do corvo, Josley voando em primeira classe para Nova Iorque e com uma dívida de R$ 2,5 bilhões na Previdência Social, o PT querendo prender meio ministério do governo, a carne fraca rondando a imprensa no Paraná, coordenadora do Procon dando entrevistas na Globo de Pijama.

Estes são alguns fatos de relevância – à exceção do Procon, porém elogiado pelo Palácio Iguaçu – que, a meu ver, é mais importante que uma tornozeleira a um ex-parlamentar que já está sofrendo as conseqüências de seus atos ilícitos. Só falta o Dallagnol se manifestar sobre a tornozeleira de Rodriguinho.

O País precisa caminhar para frente.