Richa, Ratinho, Requião, Juraci, Osmar e Ghignone  e os destinos de um ciclo político

Foto: Arnaldo Alves/ANPr

 

Enquanto o tempo passa, a sociedade paranaense aposta, agora, na capacidade intelectual, de gestão pública e visão futurística do advogado Juraci Barbosa Sobrinho para planejar o Estado, já que acaba de ser nomeado Secretário de Estado do Planejamento. Habilidoso na condução de coordenador financeiro da campanha de Beto Richa ao Governo, Barbosa Sobrinho iniciou suas atividades políticas juntamente ao lado do também nomeado secretário da Indústria e Comércio, Fernando Ghignone, durante a campanha de Richa à Prefeitura de Curitiba.

Desde então os dois dividem a mesma mesa da charutaria do Luis Machuca, no Juvevê, para idiscutir política. O diferencial é que enquanto Ghignone é coxa-branca, Barbosa Sobrinho é atleticano e, por causa, quem sabe, dessa paixão, acabou sofrendo na pele as conseqüências pois, hoje, tem seus bens indisponíveis justamente por causa do seu time do coração, em função da liberação de recursos à CAP Empreendimento enquanto presidente da Fomento Paraná. Como as prestações não estão sendo pagas, ele ficou com o ônus.

Richa tem pouco mais de um ano para decidir sua vida política e, por isso, recorreu aos dois experts para traçar um planejamento futuro o que poderá levar o governado ao Senado Federal. Para isso, terá que disputar com Roberto Requião, Osmar Dias ou mesmo Ratinho Junior que, embora manifeste desejo e intenção de concorrer ao Palácio Iguaçu, tem ainda algumas arestas a aparar, principalmente a troca de nome. Ratinho – esse nome – não se elege governador no Paraná. Quem sabe Massa Junior ou só Junior.