Até o fim do ano, ruas de Curitiba devem abrigar mais 2 mil vagas de Estar

Estar Curitiba
Por Ana Krüger – CBN Curitiba

As novas vagas de Estacionamento Regulamentado, o Estar, ficam na Avenida João Gualberto, desde a Rua Maria Clara, no Alto da Glória, até o Terminal do Cabral (quando a via muda de nome e vira Avenida Paraná); e no bairro do Bigorrilho, na Alameda Princesa Izabel e na Rua Bruno Filgueira, no entorno da Paróquia Nossa Senhora das Dores, a Igreja dos Passarinhos.

O Ricardo Barbosa trabalha em um estacionamento na Avenida Paraná em um dos trechos que passou a ter vagas de Estar. Ele relata que agora, motoristas que deixavam o carro o dia inteiro estacionado na região, vão ter que buscar um plano B. “Aqui na Avenida Paraná os carros ficavam o dia inteiro e hoje com o Estar tem bastante vaga na rua”.

Segundo a prefeitura, o Estar nestas regiões foi uma demanda da população. O estacionamento do Ricardo já sentiu a diferença. Ele conta que vários motoristas foram procurar o serviço como mensalistas.

Demanda

O coordenador de fiscalização do Estar, Éder Rodrigues, explicou que o sistema só é implantado quando a população faz o pedido à Prefeitura.

Muita gente se pergunta, por exemplo, por que na região do Centro Cívico, onde fica a Assembleia Legislativa e as sedes do Executivo não há o Estacionamento Regulamentado. Ao menos de acordo com o município, não houve essa demanda.

“Demandada a Setran via 156 ou ofício, nós fazemos uma pesquisa in loco para ver se a maioria aceita essa implantação de vaga regulamentada e tendo essa maioria a gente faz a implantação. Nós fazemos essa pesquisa, mas não tendo a maioria a gente não faz a implantação. Esses locais não contam com pedidos formais de implantação, pelo menos por enquanto”, explica.

Após a implantação do Estar, durante uma semana os agentes da Setran orientam os motoristas sobre a mudança. Depois deste período, quem não seguir as regras já pode ser multado. É importante ficar atento porque o valor da multa é “salgado”.

“Ele seguindo essa regra, porém não colocando o cartão recebe um aviso de infração. Esse aviso pode ser regularizado em até cinco dias em uma casa lotérica credenciada pela Caixa Econômica. Em não observando o horário de permanência na vaga, passando, excedendo o tempo aí ele recebe um alto de infração. No caso do aviso, pagaR$ 22 e recebe um bloquinho com 10 folhas, a título de processo educativo. Agora, extrapolando o limite de permanecer na vaga ele recebe uma multa direto, são cinco pontos na carteira no valor de R$ 195,23”, detalha.

Outra orientação do coordenador de fiscalização do Estar é sobre a venda dos cartões. Apenas locais autorizados podem vender os bloquinhos.

“Essa venda por flanelinhas, por banca de revistas, são irregulares, não são autorizadas. Nós sempre orientamos o usuário a comprar nas lotéricas credenciadas. O ideal é fazer a compra prévia e evitar o comércio parelelo”, ressalta.

Curitiba tem mais de 15.800 vagas de Estar. 11.740 são cobradas, as outras são isentas, vagas de curta duração, como 15 minutos de pisca alerta, motofretes e motos.

A previsão é de que até o fim do ano mais duas mil vagas de Estar sejam implantadas. O prolongamento da Avenida República Argentina, até o Capão Raso, deve ser o próximo trecho a receber a mudança.