Contra ameaça de greve, secretários vão à Câmara

Foto: Chico Camargo/CMC
Foto: Chico Camargo/CMC
Repórter Thiago Machado, do Metro Curitiba

O secretário municipal de Planejamento, Finanças e Orçamento Vitor Puppi, retorna nesta quarta-feira (19) para a Câmara Municipal de Curitiba. Ele vai participar de mais uma rodada de explicações sobre o pacote com 12 leis de austeridade proposto por Rafael Greca (PMN).

Puppi já foi até a Casa no começo do mês, acompanhado do presidente do IPMC (Instituto de Previdência dos Servidores do Município de Curitiba), José Luiz Costa Rauen. Desta vez quem também vai ao encontro dos vereadores será o secretário de Administração e Recursos Humanos, Carlos Cesar Calderon.

Os cinco sindicatos que representam os servidores municipais estão se mobilizando contra as medidas, apesar de nenhum deles ter cruzado os braços ainda. Na segunda-feira, no entanto, o Sismuc (Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Curitiba) aprovou a data de 28 de abril para o início de uma greve.

Antes, o Sismuc quer fazer uma assembleia com os outros sindicatos. A reunião está marcada para o dia 24 de abril. “O pacote já está na Câmara, mas ainda não chegou às comissões. Até 24 de abril queremos ganhar fôlego, mobilizando as categorias para se juntarem com os outros sindicatos”, diz Giuliano Gomes, coordenador de administração do Sismuc.

A greve foi marcada para o dia 28 de abril porque nesta data está marcada uma mobilização nacional que prevê ‘greve geral’ contra as reformas do governo federal. Em Curitiba, nas últimas semanas os sindicalistas vêm promovendo pressão nas audiências públicas promovidas pela prefeitura nos bairro. Semana passada ocorreu, inclusive, um bate-boca com o prefeito.

Pacote

Alegando ter recebido dívidas de R$ 1,2 bilhão e ter um déficit previsto no orçamento de R$ 2,1 bilhões em 2017, a prefeitura enviou um pacote de cortes de gastos. Entre outras coisas, ele adia a data-base, suspende planos de carreiras e aumenta descontos em folha para o pagamento do fundo previdenciário.