Curitiba participa da marcha nacional pela Escola Sem Partido

Foto: Rodolfo Buhrer / Paraná Portal

Movimentos sociais favoráveis ao programa do Escola Sem Partido sairão em marcha no próximo dia 15, terça-feira, em mais de 80 cidades brasileiras, com destino às Câmaras Municipais.

Em Curitiba o ato terá concentração às 7h30, na Boca Maldita, com a participação de movimentos de rua, grupos de Direita, instituições sociais e religiosas, associações de Bairro, membros da Associação Comercial do Paraná, grupos de alunos, pais e mestres de escolas do ensino fundamental, médio e superior.

A intenção, conforme os organizadores, é iniciar a marcha às 8h e chegar à Câmara Municipal às 8h45.

O Programa Escola sem Partido é uma proposta de lei que torna obrigatória a afixação em todas as salas de aula do ensino fundamental e médio de um cartaz com o seguinte conteúdo:escolasempartido

1 – O Professor não se aproveitará da audiência cativa dos alunos, para promover os seus próprios interesses, opiniões, concepções ou preferências ideológicas, religiosas, morais, políticas e partidárias.

2 – O Professor não favorecerá, não prejudicará e não constrangerá os alunos em razão de suas convicções políticas, ideológicas, morais ou religiosas, ou da falta delas.

3 – O Professor não fará propaganda político-partidária em sala de aula nem incitará seus alunos a participar de manifestações, atos públicos e passeatas.

4 – Ao tratar de questões políticas, sócio-culturais e econômicas, o professor apresentará aos alunos, de forma justa – isto é, com a mesma profundidade e seriedade –, as principais versões, teorias, opiniões e perspectivas concorrentes a respeito.

5 – O Professor respeitará o direito dos pais a que seus filhos recebam a educação moral que esteja de acordo com suas próprias convicções.

6 – O Professor não permitirá que os direitos assegurados nos itens anteriores sejam violados pela ação de estudantes ou terceiros, dentro da sala de aula.

Na Câmara Municipal de Curitiba o projeto foi protocolado no último dia 11 de Julho.

“É fundamental a união e apoio da população nesta fase, pois precisamos buscar a maioria dos votos para que o Escola Sem Partido passe pelas Comissões e siga para o Plenário”, destaca Denise de Souza, coordenadora do Movimento Brasil Livre (MBL), de Curitiba. Superada essa fase, seguiremos na nossa luta pela aprovação e sanção pelo Prefeito Rafael Greca.

Além do Movimento Brasil Livre, que está organizando a marcha em âmbito nacional, a ação em Curitiba tem a coordenação de integrantes de grupos de Apoio à Lava Jato, Curitiba Contra a Corrupção, Mais Brasil, UFPR Livre, Patriotas Paraná, Acampamento da Lava Jato, Associação Comercial do Paraná (ACP), Movimento Desocupa Paraná, Lava Togas, Comep (Conselho de Ministros Evangélicos do Paraná), Fórum Evangélico de Ação Social Política (Fenasp), Ministério de Fé e Política da Renovação Carismática Católica, dentre outros movimentos e instituições.