Dilma e Ciro Gomes participam de “Circo da Democracia” em Curitiba

Foto: Flávia Rossito
Foto: Flávia Rossito

O Circo da Democracia, ato de 10 dias idealizado pela articulação Advogados pela Democracia, terá presença da presidente afastada Dilma Rousseff, do pré-candidato à presidência da República Ciro Gomes, do PDT, do senador Roberto Requião, e outras lideranças políticas consideradas progressistas.

O fórum em forma de circo, com picadeiro e arquibancadas, foi montado na Praça Santos Andrade, no Centro de Curitiba. O ato começa nesta sexta-feira, dia 5, e vai até segunda-feira, dia 15 de agosto.

A presença de Dilma está marcada para segunda-feira, dia 8, às 17h. Ciro Gomes e Requião devem comparecer no domingo, dia 7.

Ao longo dos dez dias de ato serão realizados eventos culturais, aulas públicas, grupos de trabalho e oficinas. Segundo o professor de Direito da Universidade Positivo, Eduardo Faria, um dos organizadores do fórum, o Circo da Democracia remonta o a experiência que ocorreu em 1987, com o Circo da Constituinte.

“Em um momento em que foi consolidada a constituição atual, em que se debateu a passagem do regime autoritário para o regime democrático. Hoje há uma instabilidade no regime democrático, volta-se a ideia do Circo da Democracia agora para discutir cinco ou seis grandes temas: democracia, política, economia, cultura, educação e comunicação. É um grande fórum, um grande espaço de discussão, de várias frentes distintas, em muitas vezes até contraditórias. Não é um evento político / partidário. É um evento que reúne pessoas que neste momento estão preocupadas com os rumos da democracia no país”, afirma.

Durante dez dias, as lideranças nacionais devem propor – com a participação da sociedade civil – um novo projeto político para o país. Será um dos maiores fóruns públicos do Brasil.

“República de Curitiba”

Eduardo Faria ressalta que o tema do impeachment de Dilma Rousseff e o fato de Curitiba ser a sede da Operação Lava Jato não estão diretamente relacionados ao tema do fórum.

“A atividade do Circo não guarda conexão com outras atividades pelo país. É um grande fórum, de 11 dias. Não guarda relação nenhuma, em absoluto, não se restringe à Justiça Federal ou delegacia, Polícia Federal, ou algo do gênero. O tema do impeachment claro que vai aparecer, a presidente vai estar aqui no dia 8, mas o evento não se restringe em hipótese alguma à questão do impeachment. Está muito concentrado na ideia da não redução de direitos. Nas várias frentes: cultura, trabalho, saúde, presidência. São mais de 20 grupos de trabalho. Não é um evento de esquerda, é um evento progressista, balizado no bem estar social”, ressalta.

O circo foi montado com a lona colorida do circo paranaense Zanchettini e a arquibancada tem mais de mil assentos. Estão previstos shows de artistas locais e nacionais, mesas de debate, rodas de conversa, exibições de filmes, exposições, peças de teatro, oficinas, entre outras atividades. De acordo com a organização, mais de 100 entidades estão envolvidas no evento.

Protesto

Integrantes do Movimento Brasil Livre anunciaram na internet que o grupo prepara uma recepção contrária à presidente afastada Dilma Rousseff na segunda-feira. A Polícia Militar (PM) afirma que sempre faz monitoramento das manifestações e que estará presente durante a visita de Dilma. A PM afirma que respeita as manifestações favoráveis e contrárias, mas que todos devem se manifestar dentro dos limites da lei.