Prefeitura decreta luto oficial de três dias pela morte de Mário Soares

Mário Soares
Foto:Arquivo/Lusa Agencia de Notícias de Portugal

Com informações da Agência de Noticias da Prefeitura

O prefeito, Rafael Greca,  decretou luto oficial de três dias pela morte do ex-presidente de Portugal Mário Soares, ocorrida neste sábado (7).

Soares conviveu com Greca em seu primeiro mandato, vindo inclusive a Curitiba participar da inauguração do Bosque de Portugal.

O ex-presidente também ajudou Greca, na época ministro de Estado, a organizar as comemorações dos 500 anos do Descobrimento do Brasil.

Uma das maiores personalidades políticas de Portugal, Mário Soares morreu aos 92 anos, no Hospital da Cruz Vermelha, em Lisboa, depois de ficar internado por mais de 20 dias.

Confira a íntegra da nota de pesar do prefeito Rafael Greca:

“O  luto oficial no Município de Curitiba é sinal de memória, homenagem e apreço a este grande homem, o presidente Mário Soares,  que amava e promovia Curitiba na Comunidade Europeia e no mundo — bem como ao admirável povo português e das nações de Língua Portuguesa.

Nosso estimado amigo, presidente, doutor, libertador e herói nacional de Portugal, além de debelador do regime colonialista, foi amigo do Brasil, entusiasmado admirador de Curitiba, para onde veio em abril de 1994 inaugurar, ao meu lado, o Bosque Memorial de Portugal e da Magna Língua Portuguesa.

O presidente Mário Soares distinguiu Curitiba como Cidade Tema Lusófona nas comemorações do Dia de Camões e da Língua Portuguesa, que aconteceu em 10 de junho de 1994 na Universidade de Coimbra. Promoveu a visita de Estado deste prefeito como hóspede de honra de Portugal. Foi meu parceiro quando, como Ministro de Estado, organizei a comemoração dos 500 anos do Descobrimento do Brasil, no ano 2000, ocasião em que Soares era chefe do Estado lusitano.

O mundo perdeu um grande homem”. finalizou Greca.

O Presidente Michel Temer também lamentou a morte de Soares, confira a íntegra da nota de pesar do presidente Michel Temer:

“Recebi com tristeza a notícia da morte de Mário Soares, figura-chave do Portugal moderno, amigo do Brasil. O mundo perde um estadista e um defensor da democracia e da liberdade. Meus sentimentos à família e ao povo português”.