Urbs pede frota mínima durante a greve dos motoristas e cobradores

Divulgação Sindimoc
Divulgação Sindimoc
Com informações da BandNews Curitiba

A Urbs, empresa responsável pelo transporte público de Curitiba, deve pedir na Justiça para que o Sindicato dos Motoristas e Cobradores (Sindimoc) mantenha frota mínima de ônibus em operação no próximo dia 15 de março. A data será marcada por paralisações de diversas categorias contra a reforma da Previdência, que tramita em âmbito nacional.

Ao todo, mais de 12 mil profissionais do transporte coletivo irão aderir ao movimento na quarta-feira (15). A decisão foi tomada em assembleia realizada pela categoria na última quinta-feira (9).

Sem os ônibus, mais de um milhão e meio de usuários devem ser afetados. Por isso, o pedido da Urbs para que uma frota mínima esteja em funcionamento.

 

Questão local

Além da mobilização nacional, os motoristas e cobradores podem entrar em greve por outro motivo: a falta de acordo com as empresas sobre o reajuste salarial. Já que os motoristas pedem 15% de aumento, enquanto as empresas oferecem apenas 5,43%.