Chocolate fica 3% mais caro e empresários estão menos otimistas para a Páscoa

Foto: Rodolfo Buhrer/Paraná Portal
Foto: Rodolfo Buhrer/Paraná Portal

Com BandNews Curitiba

Os empresários paranaenses não estão muito otimistas em relação às vendas de Páscoa. O chocolate teve um aumento de mais de 3% e, consequentemente, as encomendas feitas pelos supermercados tiveram uma redução significativa.

Os dados são do Departamento de Economia da Associação Brasileira de Supermercados (Abras). De acordo com a pesquisa, os supermercados diminuíram os pedidos em quase 5%.

Neste ano, os varejistas decidiram ser mais cautelosos e apostar em produtos mais baratos, como: caixas de bombom; barras de chocolate ou tabletes. Segundo o economista Armando Rasotto, essa é uma consequência da possível queda de consumo por causa do aumento do valor chocolate.

Produtos de Páscoa

Em comparação à Páscoa de 2016, a variação de preço apresentou alta. Ovos de Páscoa de até cento e cinquenta gramas tiveram um aumento de quase 4%; ovos acima de quinhentos gramas registraram uma alta de 2%. De acordo com o levantamento, o chocolate está 3,4% mais caro em relação ao mesmo período do ano passado.

Segundo Rasotto, mesmo que o preço pareça alto, o aumento do valor do chocolate é menor do que a taxa inflacionária. De acordo com a pesquisa da Abras, apenas 12% dos empresários brasileiros mostraram otimismo em relação às vendas de Páscoa. Mais de 39% dos comerciantes acreditam que os resultados das vendas serão inferiores aos do ano passado.