Limite para financiar imóveis com FGTS será ampliado para R$ 1,5 milhão

feirão da caixa
Foto: Kelsen Fernandes/ Fotos Públicas
Com informações da Agência Brasil

O governo pretende aumentar para R$ 1,5 milhão o limite para o financiamento habitacional com recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS).  A informação foi confirmada nesta quinta-feira (16) pelo Ministério da Fazenda, que ainda não divulgou detalhes da ampliação.

Atualmente, o teto para financiamento é R$ 800 mil na maior parte do país. No Distrito Federal, em Minas Gerais, no Rio de Janeiro e em São Paulo, o limite é R$ 950 mil.

“A classe média vai ser extremamente beneficiada, porque não só pode sacar as contas inativas [do FGTS], mas pode usar também recursos das contas ativas para financiar e pagar a casa própria”, disse o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, em entrevista concedida na quarta-feira (15) à GloboNews.

Na última terça-feira (14), a Caixa Econômica Federal divulgou o calendário de saques do FGTS inativo, outra medida do governo com o uso do fundo para estimular a economia.

No Paraná, cerca de 2,4 milhões de trabalhadores têm direito ao saque das contas inativas, o saldo disponível para o estado é de R$ 3,1 bilhões, segundo a Caixa. 

Em todo o Brasil são 30 milhões de profissionais beneficiados. De acordo com o governo, a medida vai aplicar R$ 34 bilhões na economia. Mais da metade dos trabalhadores tem cerca de R$ 500 disponível para sacar.