Saques do FGTS já somam mais R$ 15 bilhões

Saque do FGTS na Caixa Econômica Federal.

9,5 milhões de brasileiros, nascidos entre janeiro e maio, já sacaram os recursos das  contas inativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). Até esta quarta-feira (19), os valores somavam R$ 15,1 bilhões.

O valor equivale a 83,2% do total inicialmente previsto (R$ 18,1 bilhões) para o período. Já o número dos beneficiados representa 76% das 12,5 milhões de pessoas nascidas no período. A previsão é a de que 30,2 milhões de pessoas recebam o recurso, sacando um total de R$ 43,6 bilhões da Caixa Econômica Federal.

O saque foi permitido por Medida Provisória no final de dezembro de 2016. Ela vale para as contas inativas até 31 de dezembro de 2015. Podem sacar os valores todos os trabalhadores que pediram demissão ou tiveram seu contrato de trabalho finalizado por justa causa até esta data.

Veja todas as informações no site da Caixa.

Dificuldades no saque do FGTS

O trabalhador que não teve o fundo de garantia depositado pode formalizar denúncia contra a empresa na Divisão de Fiscalização do FGTS no Ministério do Trabalho. A denúncia permanece anônima e pode ser feita a qualquer momento por meio do site do Ministério do Trabalho.

Para realizar a denúncia, é necessário que o trabalhador tenha em mãos sua carteira de trabalho e o extrato da conta vinculada do FGTS. O trabalhador também tem a opção de oferecer as informações ao Ministério Público do Trabalho ou ingressar com reclamação na Justiça do Trabalho. Nos casos em que a empresa não exista mais, o trabalhador pode ingressar com uma ação trabalhista na Justiça do Trabalho e requerer o pagamento do FGTS devido.