Venda de carros novos no Paraná cai 23% em 2016

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil
Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil
Com BandNews FM Curitiba

A venda de carros zero quilômetro no Paraná caiu 22,9% em 2016. O índice é maior do que a média nacional. Somando todos os estados, as vendas caíram 20,3%. Depois de nove anos consecutivos com registro de alta nas vendas, o setor começou a decair em 2013.

Nos últimos quatro anos a retração desse mercado chega a quase 50%. A situação afeta diretamente uma cadeia econômica importante, principalmente para o estado do Paraná, um polo automotivo.

O diretor da Federação Nacional da Distribuição de Veículos (Fenabrave) no Paraná, Edinelson Max Góes, afirma que vários fatores colaboram com o resultado negativo. Entre eles o período de incertezas na política e na economia, a inflação e a dificuldade de crédito. “Esse é pior resultado dos últimos 11 anos”, afirma.

Apesar disso, o setor está otimista para 2017. A expectativa dos empresários é recuperar parte do terreno perdidos nos últimos anos. Edinelson Max Góes, que também representa o Sindicato dos Concessionários (Sincodivi), espera uma alta de 5%. “Nós acreditamentos que em 2017 nós vamos recuperar uma parte dessa fatia perdida. Estamos projetando um crescimento de 4% a 7%. Já tivemos um bom volume de vendas em dezembro”, diz Góes.

O que leva o setor a ter mais otimismo é a tendência de alta registrada no mês passado. Apesar da queda durante todo o ano passado, o mês de dezembro fechou com o balanço positivo, o que faz os empresários a acreditarem que 2017 será um ano de retomada no crescimento.

A queda do ano passado atinge todos os segmentos de veículos. Os números são estáveis, se comparadas as categorias. As vendas de automóveis leves – o tipo mais comum – caíram 23,6%. O índice negativo das motos é de 22,42%. A venda dos ônibus também diminuiu. A retração desta categoria foi de quase 23% no último ano.