Flamengo leva virada e precisa correr atrás do prejuízo para ser campeão

Foto: Gilvan de Souza - Flamengo
Foto: Gilvan de Souza - Flamengo

O Flamengo levou a pior no primeiro jogo da final da Sul-Americana, nesta quarta-feira (6), contra o Independiente, no estádio Libertadores de América, em Avellaneda, região metropolitana de Buenos Aires. O rubro-negro saiu na frente, mas não conseguiu segurar e terminou derrotado por 2 a 1.

Com o resultado, os cariocas precisam vencer por dois gols de diferença na próxima quarta-feira (13), no Maracanã. Em caso de triunfo simples (por um gol) a partida vai para prorrogação e se a igualdade permanecer no placar agregado a disputa vai para os pênaltis.

 

O jogo

O rubro-negro deu esperanças aos torcedores no início do jogo e até pareceu que ia garantir a vantagem com os “pés nas costas”, quando Revér, aos oito minutos, subiu mais alto em uma cobrança de falta de Trauco e cabeceou para o fundo do gol.

Mas foi uma falsa impressão, porque ainda no primeiro, aos 28, os argentinos deixaram tudo igual. No primeiro contra-ataque do Independiente, o atacante Gigliotti recebeu na área e chutou firme. A bola passou entre a defesa flamenguista e acertou a meta de César.

Os argentinos recuperaram as rédeas da partida e a virada saiu aos sete do segundo tempo. Ezequiel apareceu pela esquerda, passou livre e cruzou. Meza, também sem marcação, chutou para as redes.