Sub-20: Partida de ida da final entre Cruzeiro e Coritiba será no Independência

Foto: Divulgação Coritiba
Foto: Divulgação Coritiba
Com CBF

A Diretoria de Competições da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) informou, na tarde desta segunda-feira (9), a mudança de local da partida de ida da final do Campeonato Brasileiro Sub-20. O Estádio Independência, em Belo Horizonte (MG), será palco do duelo entre Cruzeiro e Coritiba, na próxima quinta-feira (12), às 16h30. Inicialmente as duas equipes se enfrentariam na Arena dos Calçados, em Nova Serrana (MG).

O segundo jogo da decisão entre o Alviverde e a Raposa será no dia 19 de outubro (quinta-feira), às 16h (horário de Brasília), no Couto Pereira.

Os mineiros buscam a quarta taça do Brasileiro Sub-20, já os paranaenses sonham com a primeira conquista.

 

Final inédita

Em uma decisão inédita na história do Brasileiro Sub-20, a garotada da Raposa e do Coxa chegam à finalíssima depois de campanhas consistentes ao longo de toda a competição. O Coritiba chega às finais da competição com a melhor campanha do torneio. Na Primeira Fase, a molecada alviverde se classificou invicta e na ponta do Grupo C, desbancando as equipes do Flamengo, do Corinthians e do Goiás – o Grêmio seguiu junto com o Coritiba. Na Segunda Fase, os jovens do clube paranaense novamente se superaram e passaram para as Semifinais na segunda colocação do Grupo E, atrás do rival Atlético-PR. Pela frente, o Coxa teve o São Paulo na briga por uma vaga na final. Após um empate em 0 a 0 no jogo de ida, o Coritiba derrotou a equipe Tricolor por 2 a 0 na Arena Barueri, em Barueri (SP), e garantiu seu lugar na luta pelo título do Brasileiro Sub-20. A campanha alviverde até o momento teve 12 jogos, com sete vitórias, três empates e duas derrotas.

Já o Cruzeiro, se classificou na segunda colocação do Grupo D – junto do Atlético-PR – em uma chave duríssima, que contava ainda com as equipes do Palmeiras, Vasco da Gama e Vitória. A equipe mineira só carimbou a passagem para a sequência do torneio na última rodada, ao derrotar a equipe cruzmaltina, em São Januário, por 3 a 2.

Na fase seguinte, a garotada celeste ficou com a segunda vaga do Grupo F para as Semifinais – o São Paulo liderou a chave. Na etapa, a equipe desbancou Fluminense e Chapecoense e se credenciou para enfrentar o Atlético-PR – rival da Primeira Fase – por uma vaga na grande decisão. Diante do Furacão, melhor para a Raposa: ao time mineiro se classificou pela regra do gol qualificado após dois empates: 0 a 0 na partida de ida e 1 a 1 na volta. Ao todo, a trajetória do Cruzeiro tem 12 jogos, com cinco vitórias, cinco empates e duas derrotas.