Argentina tem 63% de chances de ficar fora da Copa

Foto: Reprodução Twitter AFA
Foto: Reprodução Twitter AFA

A Argentina enfrenta o Equador, nesta terça-feira (10), às 20h30 (horário de Brasília), em Quito. Com a menor quantidade de pontos da sua história, os hermanos têm 63% de chances de ficar fora da Copa do Mundo pela primeira vez, de acordo com as estatísticas da Fundação Getúlio Vargas (FGV).

A seleção argentina não vence há quatro jogos e fez apenas um gol, que foi contra. Nas 17 partidas disputadas, os hermanos anotaram apenas 16 gols, acumulando o segundo pior ataque da competição.

O Equador já está eliminado do mundial do ano que vem e acumula cinco derrotas seguidas. Para manter-se viva, a Argentina precisa apenas de si mesma, ou seja, uma vitória simples garante, pelo menos, uma chance na repescagem contra a Nova Zelândia.

Vaga direta

Caso consiga uma vitória simples sobre o Equador, a Argentina ainda tem a possibilidade da classificação direta em três cenários: Chile empatar ou perder para o Brasil, em São Paulo; Peru vencer a Colômbia, em Lima, com um saldo de gols menor que o dos hermanos contra os equatorianos; ou Peru e Colômbia empatarem.

Se empatar com o Equador, a Argentina tem que torcer para que duas entre três combinações possíveis aconteçam: Paraguai não vencer a Venezuela, em Assunção; Chile perder por mais de um gol para o Brasil; ou Peru perder para a Colômbia.

Agora, se for derrotada, a Argentina ainda pode se classificar com outros dois resultados combinados: um empate ou derrota do Paraguai para Venezuela e uma derrota do Peru por um saldo de gols maior que o revés argentino.