Anderson Silva volta a vencer no UFC

Imagem: Anthony Geathers/Getty Images/AFP
Imagem: Anthony Geathers/Getty Images/AFP

O brasileiro Anderson Silva encerrou um longo jejum sem vitória no UFC na madrugada deste domingo (12). O “Spider” derrotou o norte-americano Derek Brunson, em Nova York, por decisão unânime dos juízes.

“Desculpem-me, sei que estou velho para lutar. Os caras novos daqui estão mais velozes, mais fortes do que eu. Mas eu coloco meu coração aqui dentro”, desabafou logo depois da luta.

“Obrigado a todos por estarem aqui. Estou muito feliz. Venho trabalhando duro há muito tempo para lutar em Nova York. Venho lutar feliz porque eu amo meu trabalho, amo o UFC. Por muito tempo foi meu sonho lutar em Nova York. Nem estou acreditando nisso. Obrigado, galera”, agradeceu.

Considerado por muitos o maior lutador de MMA de todos os tempos, o brasileiro de 41 anos estava sem vencer há mais de 4 anos.A última vitória foi em outubro de 2012 contra Stephan Bonnar. Desde então foi derrotado duas vezes por Chris Weidman (na primeira perdeu o cinturão e na segunda sofreu grave lesão). No ano passado perdeu para o americano Daniel Cormier e para o britânico Michael Bisping em decisão polêmica da arbitragem. Em 2015 ganhou de Nick Diaz, mas não levou; os dois foram flagrados no antidoping.

Veja os resultados da noite:

Ronaldo Jacaré venceu Tim Boestch (finalização)

Glover Teixeira venceu Jared Cannonier (decisão unânime dos juizes)

Dustin Poirier venceu Jim Miller (decisão dos juízes)

Belal Muhammad venceu Randy Brown (decisão unânime dos juizes)

Wilson Reis venceu Ulka Sasaki (decisão unânime dos juizes)

Islam Makhachev venceu Nik Lentz (decisão unânime dos juizes)

Rick Glenn venceu Phillipe Nover

Ryan LaFlare venceu o brasileiro Roan Carneiro (decisão unânime dos juízes)