Brasil elimina Chile. Messi classifica a Argentina

Roger Pereira

Muitos desconfiavam de que a seleção brasileira poderia demonstrar desinteresse e, até fazer corpo mole na partida desta terça-feira, diante do Chile, pelas eliminatórias sulamericanas para a Copa do Mundo. Já classificado, em primeiro lugar e com os adversários precisando do resultado para conquistar uma vaga, podendo, inclusive, prejudicar os rivais argentinos, o Brasil mostrou que não tinha nada com a disputa entre as outras seleções, jogou sério e fez o seu papel, batendo o Chile por 3 a 0, em São Paulo. Resultado que acabou deixando o Chile, campeão das duas últimas edições da Copa América, fora do mundial.

Depois de um primeiro tempo sem muitas emoções, o Brasil, que vinha de dois empates, voltou para a etapa fina disposto a decidir. Aos 9 minutos, Daniel Alves cobrou falta de muito longe, o goleiro Bravo deu rebote e Paulinho aproveitou para abrir o placar. Dois minutos depois, Philipe Coutinho puxou um contra-ataque do campo de defesa, fez um belo lançamento para Neymar, que só ajeitou para Gabriel Jesus marcar.

O 2 a 0 eliminava o Chile, que, pela combinação de outros resultados, precisava de um gol para conseguir, ao menos, a vaga na repescagem. Assim, os chilenos se lançaram todos ao ataque, até que no último minuto, em escanteio, até o goleiro bravo foi para a área brasileira. Não deu certo. A defesa brasileira afastou a bola da área, Willian pegou o rebote e fez um grande lançamento para Gabriel Jesus entrar com bola e tudo, acabando com as chances chilenas.

Messi salva a Argentina

A Argentina precisava, mais do que nunca, de Messi. E o melhor do mundo resolveu. Precisando da vitória fora de casa, os argentinos bateram o Equador por 3 a 1, com três gols do camisa 10. Não faltou drama, já que os argentinos saíram perdendo, com um gol no primeiro minuto de jogo. Mas Messi brilhou. O empate veio logo aos 11 minutos, após tabela de Messi e Di Maria, que terminou com o craque do Barcelona tocando na saída.


Aos 19, veio a virada. E desta vez, ele fez tudo sozinho. Messi roubou a bola na intermediária, avançou e soltou a bomba de esquerda. O terceiro, foi o mais bonito. Aos 16 minutos do segundo tempo, ele percebeu o goleiro adiantado e fez uma pintura, por cobertura, garantindo a Argentina na Copa.

Uruguai e Colômbia garantidos. Peru na repescagem

Dependendo apenas de seu resultado, o Uruguai não teve dificuldades para carimbar o passaporte para a Rússia. Jogando em casa, Cavani e companhia venceram a Bolívia por 4 a 2 e garantiram o segundo lugar das eliminatórias sulamericanas. No confronto entre Peru e Colômbia, as duas seleções comemoraram (até juntas) o empate em 1 a 1, que garantiu uma vaga direta na Copa para os colombianos e levaram o Peru para a repescagem, contra a Nova Zelândia. Além do Chile, ficaram fora da Copa Paraguai, Equador, Venezuela e Bolívia.

Com o fim das eliminatórias Sulamericanas, são 22 as seleções já classificadas para a Copa. Confira a lista:

Rússia

Brasil

Uruguai

Argentina

Colômbia

México

Costa Rica

Alemanha

Bélgica

Espanha

Inglaterra

Polônia

Islândia

Sérvia

França

Portugal

Coréia do Sul

Japão

Arábia Saudita

Irã

Egito

Nigéria

 

Post anteriorPróximo post
Roger Pereira
Repórter do Paraná Portal
Comentários de Facebook