Copa com 48 seleções é alvo de críticas na Europa e América

fifa

A Associação Europeia de Clubes, que representa o futebol europeu, torceu o nariz para o inchaço da Copa do Mundo proposto e aprovado em uma reunião da cúpula da Fifa na manhã de terça-feira (10). Com o novo formato, a Copa passará das 32 seleções para 48 seleções mundiais na Copa de 2026. A Associação demonstrou por meio de nota sua insatisfação.

“A Associação Europeia de Clubes reitera que não é a favor da expansão da Copa do Mundo. Nós não vemos os méritos de mudar o formato atual de 32 seleções que foi provado ser a fórmula perfeita de todas as perspectivas. Questionável também é a urgência em se aprovar a decisão nove anos antes de ser aplicada, sem o próprio envolvimento de todos que serão impactados pela mudança”.

A Fifa não respondeu às reclamações. O presidente Gianni Infantino chegou a dizer que o futebol não se limita à Europa e América, mas não resolveu nada. A Associação continuou as críticas: “Entendemos que a decisão foi tomada com base em razões políticas e não esportivas e considerada a partir de pressão política, o que a ECA acredita ser lamentável. A ECA vai analisar em detalhes o impacto e as consequências do novo formato e vai levar o assunto ao próximo encontro executivo marcado para o final de janeiro”, diz a Associação.

O presidente da Liga Espanhola, Javier Tebas, reclamou da face política de Infantino e o comparou a Joseph Blatter. “A Fifa faz política e Infantino também quando foi eleito e prometeu mais seleções na Copa. Quero cumprir suas promessas eleitorais, mas as promessas não têm o futebol profissional em conta”, completou Tebas.

Por outro lado, as federações menores, principais beneficiadas, gostaram da ideia porque terão uma chance ainda maior de se classificarem.

Segundo informações da Agência EFE, o Conselho da Fifa também definiu que a sede da Copa do Mundo de 2026 será escolhida em maio de 2020. A preparação das candidaturas será entre junho de 2017 e dezembro de 2018. A partir de janeiro de 2019, até fevereiro de 2020, será feita a avaliação das propostas de sedes. A eleição, em maio de 2020, acontecerá em Congresso da Fifa.33