Defesa é o segredo da evolução do Atlético de Fabiano Soares

Foto: Marco Oliveira/Site Oficial
Foto: Marco Oliveira/Site Oficial

“Temos que seguir igual, jogando como equipe solidária, mantendo a baliza a zero e depois tendo tranquilidade para finalizar”. A avaliação do técnico Fabiano Soares sobre o empate em 0 a 0 com a equipe alternativa do Grêmio deixou clara qual sua prioridade nos seus primeiros 10 jogos a frente do Atlético Paranaense: resolver o problema defensivo do time, setor que foi o destaque do clube na campanha do ano passado e que vinha trazendo problemas a seus antecessores nesta temporada, quando o Furacão chegou a figurar entre as defesas mais vazadas do Brasil.

Se ainda não achou a formação ideal no ataque, onde apenas Nikão tem posição garantida enquanto Ribamar e Ederson já foram testados como homens de referência e Lucas Fernandes, Pablo e Douglas Coutinho pelos lados, o treinador encaixou o jeito de a equipe jogar defensivamente, com a dupla Paulo André e Thiago Heleno e mesmo com Wanderson, que atuou em quatro dos últimos sete jogos, substituindo um dos titulares.

As chegadas de Fabrício para a lateral esquerda de do volante Pavez, e a recuperação da boa forma de Weverton também fizeram com que o time acertasse a defesa a ponto de alcançar a “baliza a zero” pregada pelo treinador em 5 das sete partidas do Campeonato Brasileiro sob o comando de Soares.

Nos últimos cinco jogos do campeonato, o Atlético sofreu apenas um gol e foi na goleada sobre o Bahia por 4 a 1. Nas sete partidas com Soares, foram três gols sofridos (perdeu por 2 a 0 para a Ponte Preta), o que faz com que o clube tenha a melhor defesa do campeonato desde a chegada do novo técnico.

“Nos treinos, o Fabiano sempre muda a defesa para trabalharmos juntos. Essa dedicação de todos no dia a dia vem ajudando”, avaliou Wanderson, após a partida em Porto Alegre. “Ele trabalha todo mundo igual. Sempre reforça que todos são importantes e terão uma parcela de contribuição para o time. Colocou intensidade na nossa equipe. Vem fazendo um grande trabalho e nos ajudando bastante”, concluiu o zagueiro.

Confira a campanha do Atlético no Brasileirão sob o comando de Fabiano Soares

Atlético 0 x 0 Botafogo
Atlético 0 x 2 Ponte Preta
Vasco 0 x 1 Atlético
Atlético 5 x 0 Avaí
Palmeiras 0 x 1 Atlético
Atlético 4 x 1 Bahia
Grêmio 0 x 0 Atlético

Sete jogos, quatro vitórias, dois empates e uma derrota. 11 gols marcados e três gols sofridos