Dragão queima o Coritiba, mas não se livra da lanterna

Sirli Freitas -Chapecoense
Sirli Freitas -Chapecoense

O Atlético-GO surpreendeu e jogando em casa, no Estádio Olímpico, em Goiânia (GO), venceu o Coritiba por 1 a 0, com gol de Jorginho, aos 17 minutos do segundo tempo. Mesmo com o resultado, o Dragão se mantém na lanterna da Série A, com 15 pontos e o Coritiba fica na décima colocação, com 25 pontos, mas pode perder posições até o final da rodada.

A partida começou lenta, fraca tecnicamente. A temperatura de 35 graus, que obrigou a arbitragem a dar uma parada técnica – colaborava para a lentidão, além do gramado excessivamente seco.

O primeiro lance que chamou a atenção foi aos 19, quando Gilvan cabeceou, a bola bateu em William Matheus e passou rente à trave.

Aos 25, Carleto arriscou de longe, mas Felipe fez fácil defesa.

No intervalo, Rildo reconheceu o fraco futebol. “Um jogo tecnicamente fraco, está muito quente, a gente não está acostumado, mas ouvir o que o professor Marcelo vai nos dizer para a gente melhorar”, comentou.

O zagueiro William Alves pediu mais toque. “Temos que fazer mais triangulações pelos lados, aproveitar, os times do Sul sentem isso (calor), o tempo muito seco, temos que aproveitar isso”, disse.

Na segunda etapa as duas equipes começaram a correr um pouco mais, porém, sem chances claras de gols.

O Coritiba tinha um pouco mais de posse de bola, até que aos 17, Jorginho recebeu uma cobrança de lateral, cortou o zagueiro Marcio e chutou fraco, a bola ainda resvalou no zagueiro,  desviou de Wilson e passou sob as pernas do goleiro.

Marcelo Oliveira resolveu colocar seu time mais à frente, com Henrique Almeida e Neto Berola, o Coxa tentava pressionar mais os goianos, mas não encontravam espaço.

Aos 46, Niltinho fez boa jogada pela direita e Igor desperdiçou uma grande chance de ampliar.

 

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO-GO X CORITIBA

Local: Estádio Olímpico Pedro Ludovico, Goiânia (GO)
Data: 12 de agosto de 2017
Horário: 16 horas
Árbitro: Grazianni Maciel Rocha (RJ)
Assistentes: João Luiz Coelho de Albuquerque (RJ) e Wendel de Paiva Gouveia (RJ)

Cartões amarelos: Luizão, Niltinho, Walter e Alecsandro

Gol: Jorginho, aos 17′ do segundo tempo

Renda: R$ 21.730,00

Público: 1.891 – 1.035 pagantes

ATLÉTICO-GO

Felipe; Jonathan (André Castro), Gilvan, William Alves e Bruno Pacheco; Igor, Paulinho, Niltinho e Jorginho; Diego Rosa (Breno Lopes) e Walter. Técnico: João Paulo Sanches

CORITIBA

Wilson; Léo, Márcio, Luizão e William Matheus; Jonas, Alan Santos (Henrique Almeida), Galdezani e Carleto (Berola); Rildo e Alecsandro (Tomas Bastos). Técnico: Marcelo Oliveira