Dupla Atletiba não aceita cota da TV e negociações travam

Divulgação
Divulgação

A poucos dias da rodada inicial, o Campeonato Paranaense corre o risco de não ter patrocínio ou pelo menos a dupla Atletiba ter seus jogos transmitidos. Os dois maiores clubes não aceitam, segundo fontes, a redução proposta pela RPC, afiliada da Rede Globo no estado, que no ano passado chegou a ser de R$ 8,8 milhões, valor já considerado baixo pelos clubes. Para este ano, há a possibilidade desse valor cair para R$ 6,6 milhões.

Além da dupla Atletiba, Paraná e Londrina receberiam R$ 450 mil e os demais clubes outros R$ 350 mil. Enquanto Atlético e Coritiba receberiam R$ 4 milhões no total, em São Paulo cada clube da capital além do Santos, receberia R$ 5 milhões.

Há cerca de dois meses, a Federação ainda não havia fechado o valor das cotas com a TV. Na ocasião, a diretoria da FPF alegou que as negociações corriam sob sigilo e que nenhum detalhe poderia ser revelado. Os clubes ainda não se pronunciaram oficialmente, assim como, a Federação Paranaense de Futebol (FPF) e a RPC.