Furacão vence a Católica e se classifica na Libertadores

twitter
twitter

O Atlético mostrou poder de reação e venceu o Universidad Católica por 3 a 2, em noite inspirada de Carlos Alberto, autor de um gol e uma assistência. O resultado deixou a equipe na segunda posição, atrás do San Lorenzo, que eliminou o Flamengo.

As duas equipes iniciaram a partida em alta velocidade. Precisando vencer para garantir a classificação sem depender de outros resultados, as duas equipes mostravam muita disposição.

O primeiro gol, porém, foi marcado pelos chilenos. Aos 35, Santiago Silva abriu o placar que daria a classificação para a Católica.

Na volta do intervalo, o Atlético chegou ao empate, aos 30 minutos, quando Carlos Alberto deu um drible no zagueiro e cruzou para o centro da área e Eduardo da Silva cabeceou no canto direito de Toselli.

O jogo caminhava para um final dramático até que Douglas Coutinho, aos 38 minutos, avançou rápido em um contra-ataque, ganhou na corrida e marcou o gol da virada.

A Católica não se abateu e em novo ataque, um minuto após o gol, Noir avançou pela esquerda, puxou para a perna esquerda e chutou no ângulo esquerdo de Weverton.

O Atlético, porém, não se entregou. Aos 41, Jonathan avançou pela direita e tocou para Carlos Alberto e em um toque de primeira tirou do goleiro Toselli.

 

UNIVERSIDAD CATÓLICA X ATLÉTICO-PR

Estádio: San Carlos de Apoquinto, em Santiago

Horário: 21h45

Árbitro: Jonathan Fuentes (Uruguai)

Assistentes: Miguel Nievas e Gabriel Popovits (Uruguai)

Cartões amarelos: Rosseto, Espinoza, Santiago e Nikão

Cartão vermelho: Wanderson

Universidad Católica

Toselli; Magnasco, Kuscevic, Maripán e Parot; Espinoza, Manzano (Gutierrez) e Buonanotte; Fuenzalida (Cordero), Santiago Silva e Noir. DT: Mario Salas

Atlético-PR

Weverton; Jonathan, Paulo André, Wanderson e Sidcley; Otávio, Rosseto e Lucho González (Carlos Alberto); Nikão, Pablo (Douglas Coutinho) e Grafite (Eduardo da Silva). DT: Paulo Autuori