Grêmio vira sobre a Ponte e segue na cola do Corinthians. Confira a rodada

Lucas Uebel / Grêmio
Lucas Uebel / Grêmio

Da Redação com CBF

O Grêmio continua sua perseguição ao líder Corinthians e conquistou três pontos ao vencer a Ponte Preta de virada por 3 a 1, na Arena do Grêmio. A Ponte contou com um gol contra de Rafael Thyere no primeiro tempo, mas depois Lucas Barrios, duas vezes, e Everton marcaram os gols gremistas. O time chegou aos 28 pontos, oito atrás do Corinthians. A Ponte Preta tem 15 e está no 16º lugar. Nas outras partidas das 16 horas, Cruzeiro e Flamengo empataram por 1 a 1, a Chapecoense bateu o São Paulo por 2 a 0, o Atlético-MG venceu de virada o Atlético-GO  por 2 a 1 e Vasco e Santos não saíram do zero.

Em Porto Alegre, aos 34 minutos, Nino Paraíba lançou Lucca, que cruzou a área tentando passe para Emerson Sheik. Ao tentar cortar, Thyere tocou para seu próprio gol. O Grêmio empatou aos 11 minutos, Barrios tabelou com Pedro Rocha dentro da área e mandou para o gol em chances para Aranha. Aos 25, Fernandinho foi derrubado por Fernando Bob na área, Barrios cobrou e virou o placar. Aos 42 minutos, Ramiro ajeitou na área, e Everton tocou de cabeça para fechar o placar.

No Estádio Olímpico, em Goiânia (GO), o time goiano abriu o placar aos 23 minutos, após levantamento na área mineira, a bola sobrou para Igor, que pegou de primeira e mandou no canto esquerdo de Victor. A reação do Galo veio no segundo tempo, quando aos 11 minutos, Fred empatou e aos 27,  Alex Silva cruzou e Elias apareceu por trás da zaga para tocar de cabeça. O Atlético-MG foi a 20 pontos com a vitória e assumiu o nono lugar e o Atlético-GO com oito e segue na última colocação.

Na Arena Condá, em Chapecó (SC), a Chapecoense bateu o São Paulo por dois a zero, com gol de Tulio de Melo, aos 17 minutos da segunda etapa, após cobrança de falta de Diego Renan.

Aos 46, a Chape ampliou com Lucas Marques, que bateu rasteiro, com força, no canto de Renan Ribeiro. A Chapecoense foi a 18 pontos com a vitória e subiu quatro posições, chegando ao 12º lugar. O São Paulo segue na zona de rebaixamento, com 12 pontos e é o 17º colocado.