Morre Domingos Moro, advogado do Atlético e ex-diretor do Coritiba

moro

O advogado Domingos Moro, 57 anos, foi encontrado morto no seu apartamento no Rio de Janeiro. Domingos Moro trabalhava como advogado do Atlético Paranaense na Justiça Desportiva. Em 2003 e 2004, foi vice-presidente de futebol do Coritiba, na gestão do presidente Giovani Gionédis.

Moro foi visto pela última vez no sábado (dia 11) no jogo Macaé x Boavista, pelo Campeonato Carioca, retornou para casa depois do jogo e não teve mais nenhum contato com familiar, amigo ou colega de trabalho. Neste domingo, ele foi encontrado morto em frente a seu computador.

O Atlético divulgou nota de pesar pelo falecimento. “O Clube Atlético Paranaense comunica, com pesar, o falecimento do Dr. Domingos Moro, no Rio de Janeiro (RJ), aos 57 anos. Reconhecido na justiça desportiva brasileira, Moro defendeu o Clube com maestria, inúmeras vezes, nos tribunais. Foi um admirável exemplo de ética e profissionalismo. Além da atuação em julgamentos, Domingos Moro ministrou palestras aos jogadores e profissionais do Atlético Paranaense em diversas oportunidades, passando a expertise na área para quem está diretamente envolvido com o futebol. O Clube Atlético Paranaense presta condolências a todos os amigos e familiares de Domingos Moro”, publicou o clube, no site oficial.