Real toma susto, mas vira sobre Al Jazira e pega o Grêmio na final do Mundial

Roger Pereira

Por pouco que o feitiço Mazembe não voltou a assombrar o Mundial de Clubes da Fifa e, desta vez a vítima ia ser o campeão europeu. Depois de sair perdendo, o Real Madrid sofreu para conquistar a virada diante do Al Jazira, dos Emirados Árabes e garantir vaga na final de sábado, contra o Grêmio.

Num primeiro tempo de ataque contra defesa, o Real Madrid não deixou a equipe árabe passar do meio de campo, mas, no entanto, também não conseguiu furar o bloqueio defensivo do time “da casa”. Casemiro até chegou a marcar, de cabeça, aos 35 minutos, mas o árbitro brasileiro Sandro Meira Ricci, após auxílio do árbitro de vídeo, anulou o gol, porque Benzema estava impedido.

Na única jogada ofensiva dos árabes, o susto: Aos 40 minutos, após um bate-rebate em lançamento para o campo de ataque, o brasileiro Romarinho (ex-Corinthians) ficou com a sobra, invadiu a área e tocou com categoria no cantinho para abrir o placar para o Al Jazira.

A situação merengue poderia ter ficado ainda pior no começo do segundo tempo, quando os árabes, aos quatro minutos, balançaram as redes pela segunda vez. Mas, o árbitro de vídeo, novamente, apontou o impedimento do ataque árabe, anulando o que seria o 2 a 0.

Três minutos depois, brilhou a estrela do melhor jogador do mundo e, após receber passe de Modric, Cristiano Ronaldo empatou a partida num chute da entrada da área.

A virada, no entanto, só saiu aos 35 minutos, quando Bale recebeu cruzamento rasteiro na área e empurrou para o gol.

Atual campeão, o Real Madrid qualifica-se para disputar o título mundial no próximo sábado, às 15h, contra o Grêmio, que, na terça-feira, derrotou o Pachuca, do México, por 1 a 0, na prorrogação.

Post anteriorPróximo post
Roger Pereira
Repórter do Paraná Portal
Comentários de Facebook