Rival de Anderson Silva utiliza estatísticas para comprovar que venceu duelo do UFC 208

Reprodução Ag. Fight
Reprodução Ag. Fight
Redação com Ag. Fight

Derek Brunson está inconformado. No último sábado (11), o peso-médio (84 kg) encarou Anderson Silva no UFC 208, evento realizado em Nova York (EUA), e foi derrotado em uma decisão unânime dos juízes. Mas para o americano, o resultado foi equivocado e a vitória foi sua sem nenhuma sombra de dúvida.

Durante uma entrevista ao programa ‘The MMA Hour’ na última segunda-feira (13), Brunson criticou a decisão dos juízes e apresentou números que, de fato, apontam um maior volume de golpes dele no combate. Na opinião do americano, ele venceu claramente o primeiro e o terceiro rounds.

“Não tem a menor possibilidade de ele ter vencido aquela luta. Eu ouvi fãs falando que ele é um cara mais velho, que fez muito, que eu deveria ter pressionado mais. Olha, assistam a luta novamente e pontuem os rounds da forma correta. Você não ganha pontos por defender quedas. No primeiro round, eu acertei ele 38 vezes enquanto ele me acertou nove. Devo ter acertado uns 12 uppercuts no clinch, que é uma posição onde ele costumava nocautear as pessoas. O Anderson é complicado no clinch do muay thai. No último round, eu acertei 31 golpes contra 18 dele. No primeiro e no terceiro round, consegui quedas. Então você me diz, quem venceu essa luta?”, declarou.

Na verdade, de acordo com o site ‘Fight Metric’, os números são outros, mas a vantagem continua em favor do americano. No primeiro round, Spider acertou oito golpes significativos contra 20 do rival. No segundo, a vantagem foi do brasileiro por 10 a 9. E no último assalto houve empate em 25 a 25.

Com o resultado do combate, Brunson chegou ao seu segundo revés consecutivo. Aos 33 anos de idade, o americano coleciona na carreira um cartel com 16 vitórias e cinco derrotas. Já Spider voltou a vencer depois de mais de quatro anos sem ter o braço levantado.